Configurando 802.11n no WLC

Publicado: 6 de abril de 2011 em Wireless - WLC
Tags:,

Neste post irei mostrar, step-by-step, de como habilitar o padrão 802.11n no WLC. Lembrando que para isso é necessário que o Access Point seja compatível com esse padrão (APs 1040, 1140, 1250, 3500 e 3600), e o client possua o hardware compatível também.

Antes de mostrar como habilitar o padrão 802.11n no WLC, vou passar um overview do referido padrão, explicando as vantagens e como é possível aumentar tanto o throughput.

802.11n

O mais atual padrão para redes sem fio, 802.11n, possui diversas melhorias, em especial na taxa de transferência (valor nominal máximo de até 600 Mbps) e na área de cobertura.

O aumento na taxa de transferência é obtido com a combinação de diversas técnicas, entre elas:

  • MIMO

MIMO significa Multiple Input Multiple Output. Nas redes 802.11a, b e g a transmissão e recepção é realizada através de apenas uma das antenas, no entanto no padrão N são utilizados diversos arranjos de antenas para transmissão e recepção, e que podem transmitir ou receber sinais através de mais de uma antena . O resultado é um aumento considerável no throughput e no alcance. Além disso, multipath, que era um problema nas redes a/b e g, torna-se um ponto a favor no padrão N.

Exemplos de arranjos de antenas são:

2×2 = Duas antenas para transmissão (Tx) e duas para recepção (Rx).

2×3 = 2 Tx e 3 Rx. Este é provavelmente o arranjo mais comum.

4×4 = 4 Tx e 4 Rx. Este é o arranjo máximo, dificilmente encontrado, pois demanda elevada capacidade de processamento, fator que não é interessante para dispositivos móveis, pois, além de tornar o chipset mais caro, diminui a duração da bateria.

Para verificar o arranjo de antenas do Access Point, acesse WIRELESS > Access Points > Radios, escolha entre 802.11a/n ou 802.11b/g/n, e no quadrado azul, a direita do AP, selecione Configure, conforme imagens abaixo:

A Tabela 1 exibe as taxas de transferência atualmente suportadas para canais de 20 MHz. Já a Tabela 2 exibe as taxas de transferência para canais de 40 MHz. MCS de 0 a 7 são obtidas utilizando apenas fluxo, e de 8 a 15, utilizando dois fluxos.

Tabela 1 – Data Rates para canais de 20 MHz

Modulation Coding Scheme (MCS) Index

MCS

Data Rates

Modulation

Data Rate

(GI = 800 ns)

Data Rate

(GI = 400 ns)

0

1

BPSK

6.5

7 2/9

1

1

QPSK

13

14 4/9

2

1

QPSK

19.5

21 2/3

3

1

16-QAM

26

28 8/9

4

1

16-QAM

39

43 1/3

5

1

64-QAM

52

57 7/9

6

1

64-QAM

58.5

65

7

1

64-QAM

65

72 2/9

8

2

BPSK

13

14 4/9

9

2

QPSK

26

28 8/9

10

2

QPSK

39

42 4/3

11

2

16-QAM

52

57 7/9

12

2

16-QAM

78

86 2/3

13

2

64-QAM

104

115 5/9

14

2

64-QAM

117

130

15

2

64-QAM

130

144 4/9

Tabela 2 – Data Rates para canais de 40 MHz

Modulation Coding Scheme (MCS) Index

MCS

Data Rates

Modulation

Data Rate

(GI = 800 ns)

Data Rate

(GI = 400 ns)

0

1

BPSK

13.5

15

1

1

QPSK

27

30

2

1

QPSK

40.5

45

3

1

16-QAM

54

60

4

1

16-QAM

81

90

5

1

64-QAM

108

120

6

1

64-QAM

121.5

135

7

1

64-QAM

135

157.5

8

2

BPSK

27

30

9

2

QPSK

54

60

10

2

QPSK

81

90

11

2

16-QAM

108

120

12

2

16-QAM

162

180

13

2

64-QAM

216

240

14

2

64-QAM

243

270

15

2

64-QAM

270

300

  • Channel Bonding

A quantidade de dados que podem ser transportados em determinado intervalo de tempo depende da banda do canal. O que o padrão N permite fazer é combinar dois canais adjacentes, de 20 MHz cada, em um único canal, de 40 MHz.

É importante observar que channel bonding não é suportado na frequência de 2,4 GHz devido à existência de apenas 3 canais sem overlap: 1, 6 e 11. Como a banda de 5 GHz permite até 23 canais sem overlap, é possível utilizar este recurso.

Para verificar a largura do canal, no WLC, acesse WIRELESS > Access Points > Radios > 802.11a/n, no quadrado azul, a direita da AP, selecione Configure:

  • Guard Interval (GI)

Guard Interval, ou Intervalo de Guarda, é o tempo que o Access Point aguarda entre transmissões sequenciais para que as reflexões da transmissão anterior não afetem a atual transmissão.

Veja a Tabela 1 e 2 para observar as diferenças obtidas nas taxas de transferência com a alteração do GI.

Configurar o GI pode ser feito apenas via CLI (Command Line Interface), permitindo os valores ANY: tanto 400 ns quanto 800 ns são suportados, o valor usado dependerá das capacidades do client, e LONG: apenas 800 ns é habilitado. O comando para configurar é:

config 802.11b 11nSupport guard_interval [any ou long]

config 802.11a 11nSupport guard_interval [any ou long]

Para verificar o valor configurado:

show 802.11b ou show 802.11a

  • SIFS

O tempo entre transmissões, chamado IFS (Interframe Space) é menor, sendo chamado SIFS – Short Interframe Space.

Configurando 802.11n no Wireless Lan Controller

1. Habilite o suporte a 802.11n na rede 802.11a e 802.11b/g:

Via GUI:

WIRELESS > 802.11a/n > High Throughput (802.11n). Cheque a check box Enable e as MCS desejadas.

WIRELESS > 802.11b/g/n > High Throughput (802.11n). Cheque a check box Enable e as MCS desejadas.

Via CLI:

config 802.11a 11nsupport enable

config 802.11b 11nsupport enable

2. Em 802.11a, habilite os canais desejados

Lembrando que para que a feature DCA (Dynamic Channel Assignment) controle os canais, é necessário que esteja habilitado que o WLC faça a gerência:

WIRELESS > Access Points > Radios > 802.11a/n. O canal deve estar com um asterisco ao lado, indicando que é o WLC que está controlando este parâmetro.

Da mesma forma é possível configurar um AP para operar em determinado canal e escolher o channel width de 40 MHz, no entanto é necessário que o canal seguinte também esteja habilitado no DCA.

3. Via CLI também é possível configurar características específicas do protocolo N:

Habilitar Frame Aggregation para tráfego de priority level 0-7 ou todos:

config 802.11a 11nSupport a-mpdu tx priority <0-7/all> enable/disable

É bastante simples configurar o padrão 802.11n no Wireless Lan Controller, mas existem pontos que merecem observação e cuidado. Além disso é interessante saber a teoria por trás da elevação do throughput.

 Espero que tenham gostado e os ajudem nas configurações.

Bartulihe

adushudsahu

Dauhsuahduahu

Dauhsuhaduhu

1

Anúncios
comentários
  1. Mizael disse:

    Muito bom, bem explicado, detalhado e ainda assim simples =)

  2. Mayara disse:

    Como o meu amor é inteligente!!! Meu orgulho!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s